Aviso: RigorTático em Manutenção      

LIGA DOS CAMPEÕES: Bayern München aproveita superioridade numérica e vence de forma confortável no terreno do Arsenal [2-0]



Aos 8m, Mesut Özil (Arsenal) vê o seu penalty ser
defendido por Manuel Neuer (Bayern M.)
Aos 54m, Golo Toni Kroos (Bayern M.) 0-1
















Bayern München venceu de forma confortável no terreno do Arsenal FC, por 2-0, na primeira mão dos oitavos-de-final da Champions League, numa partida marcada pelas duas grandes penalidades desperdiçadas na primeira parte e pela expulsão de Wojciech Szczęsny. 
Num jogo em que Arsenal podia ter começado da melhor maneira aos 8 minutos os "gunners" beneficiaram de uma grande penalidade, a punir um derrube de Jérôme Boateng sobre Mesut Özil, após um excelente pormenor individual do ex-jogador do Real Madrid. No entanto, Özil rematou para o meio e permitiu a defesa de Neuer com uma palmada. A grande penalidade desperdiçada, acabou por abalar a equipa de Arsène Wenger que começou decair e permitindo ao Bayern controlar todos movimentos da partida, através do seu futebol de posse. Sem conseguir fazer muito, quando ao domino da equipa alemã,  aos 37 minutos não podiam ter desejado pior situação. Quando campeão europeu beneficiou de uma grande penalidade a punir derrube a Robben pelo guarda-redes Szczęsny, o que ditou a sua expulsão e a entrada de Łukasz Fabiański para a saída de Cazorla, tudo depois de passe sublime de Kroos para o holandês. É certo que Alaba rematou ao poste e desperdiçou uma oportunidade flagrante, mas a verdade é que a superioridade numérica do Bayern levou a um jogo de sentido único na segunda parte.
No qual aos 54 minutos do reatamento, o Bayern chegou mesmo ao golo jogada pela direita, com Philipp Lahm a tocar para a entrada de Toni Kroos, cujo colocadíssimo remate em arco entra bem no ângulo da baliza de Łukasz Fabiański, que não teve qualquer hipótese.
A partir do golo bávaro atacavam de forma paciente, procurando brechas na bem escalonada defesa do Arsenal. Onde já sem ter muitas soluções a equipa inglesa pretendia continuar a segurar o resultado, apesar de ser submetida a uma pressão intensa da formação de Guardiola. Mas apenas aguentaram até aos 88 minutos, muito perto fim, com Claudio Pizarro arrastou Mertesacker da marcação e Thomas Müller surgiu desmarcado a desviar de cabeça um cruzamento de Lahm para o segundo golo do Bayern München.

ACOMPANHE TODOS OS RESULTADOS E ESTATÍSTICAS MINUTO A MINUTO E REVEJA AS SUAS APOSTAS - Livescore by: futebol.com